Quarto

A difícil arte de manter o equilíbrio no dia a dia

equilibrio

Mudei de casa com a sensação de que tinha previsto tudo o que era preciso fazer e tratar. Dei tempo para imprevistos mas afinal o que foi surgindo foi bem diferente dos que eu podia imaginar e de repente vejo-me a braços com problemas para resolver (que talvez não sejam assim tão grandes mas que para mim, que saí da minha zona de conforto me parecem gigantes!)

Curioso ou não, dei conta que a vida dá voltas e reviravoltas e que nos vai colocando em situações que, ainda que aparentemente nada tenham a ver, na verdade, são praticamente iguais. Desde a minha operação descobri imensas coisas acerca de mim, dos outros e do mundo que me têm permitido estar mais em sintonia comigo, com os outros e com o mundo. Neste último mês fui dando conta que por vezes ia “perdendo o norte” e que o meu equilíbrio parecia fugir-me entre os dedos das mãos. Houve dias em que me senti perdida e triste, sem saber para onde me voltar. Valeram-me as 9 ideias que descobrira quando li o livro Remissão Radical:

  • cuidar da minha alimentação – mesmo que no meio das festividades cedesse à tentação, em casa, tinha coisas saudáveis e apetitosas à minha espera
  • controlar a minha saúde – dormir bem, meditar à noite, correr ou caminhar
  • seguir a intuição – ouvir o que os outros me diziam, informar-me mas no fim, antes de decidir, escutar o meu coração e confiar no que ele me dizia
  • utilizar suplementos – tomo diariamente alguns suplementos alimentares, no meio do reboliço da mudança e das festas muitos dias ficaram esquecidos, perguntei a mim mesma: “qual a melhor altura para os tomar? o que tenho que fazer para me lembrar? cuidar de mim é cuidar de todos!”
  • libertar emoções reprimidas – pôr cá para fora o que nos vai na alma é tão importante, seja por palavras, por vocalizações ou numa corrida mais intensa
  • aumentar emoções positivas – fechar os olhos, sentir o sol na cara e recordar os mimos que vamos recebendo, um abraço apertado de alguém que gostamos, uma situação divertida por que passámos…
  • aceitar o apoio dos outros – muitos querem ajudar e isso é bom, e por isso estou grata, o grande desafio é aceitar o que os outros nos querem dar, respeitando os nossos limites, o nosso ritmo, os nossos valores… Mas é tão bom ter colo e ser levada ao colo!
  • aprofundar a ligação espiritual – agradeço todos os dias a minha espiritualidade, ela é uma bênção que me conforta e me permite caminhar nas horas mais difíceis
  • ter fortes razões para viver (e seguir em frente) – este é o ano de seguir os sonhos, diz o nosso lema de família para 2017 “pelo sonho é que vamos…”

Ser capaz de parar um pouco e pensar como trazer estas ideias para o nosso dia a dia tem sido muito valioso. Tanto que quis partilhá-las com quem comigo se vai cruzando…

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s